sexta-feira, 7 de março de 2008

Regina


- Regina! Regina! Reginaaaaaa!

Regina é uma menina de 8 anos que estava com sua mãe, logo atrás de mim, na fila de uma loja popular de roupas. Ah! Regina é diabética.

- Eu tenho medo que alguém pegue ela e leve embora! Eu tenho medo que aí ela passe mal porque ela é diabética desde que nasceu! - Disse a mãe da Regina para uma velhinha compreensiva que estava atrás da mãe de Regina na fila.

- É! Mas agora com a célula tronco ela vai ficar boa! - Se enchia de esperança a velhinha.

- E eu tenho lá coragem de operar ela???

- Ah! Mas não opera não! Eles só colocam a célula tronco lá dentro!

- É! Ela está ruim do baço, né? Injeta a célula tronco lá dentro do baço! Vai ficar boa do baço, hein Regina?! - Se estabeleceu na conversa uma não tão velhinha que estava atrás da velhinha.

- Pâncreas. - Baixou a bola da não tão velhinha a velhinha.

- Ah é. Pâncreas.

- Regina! Reginaaaaa!

Um comentário:

Maria Maria disse...

Todo biólogo é curioso e, portanto, observador. Mas, nem todos têm dons literários. É um elogio, b.c.

Nathalie.