segunda-feira, 3 de março de 2008

O mr. Bean intelectual

Estou no final de um livro pelo qual eu desenvolvi um carinho grande. "Memórias de um primata", de Robert Sapolsky. O livro conta a vida de um neurocientista (o autor) na África, ao desenvolver estudos com babuínos. É uma leitura muito interessante e divertidíssima.

Pois bem, no fim de semana fui a Santos novamente e resolvi, em um belo dia ensolarado, ler as páginas finais do livro. Me preparei para me posicionar sobre uma bóia redonda que flutuava na piscina.

Minha habilidade para sentar na bóia (que, percebo agora, não era tão grande assim) não foi suficiente. Calculei mal e como fui sentar de costas para a piscina, o meu impulso foi um pouco além do necessário. Dei uma cambalhota patética para trás enquanto tentava segurar o livro o mais alto que dava.

-Aaaaaaaaaaah...!

Lá vou eu de óculos e livro pro fundo.

O livro passou a tarde se recuperando ao sol, mas nunca mais será o mesmo.
Minha cara de desapontamento ao emergir da piscina com o livro encharcado e com os óculos pendurados na ponta do nariz me valeram muitas gargalhadas do meu amigo e da namorada dele, que gentilmente disse:

-Luiz! Você parecia o mr. Bean!

Um comentário:

Fernanda Corbeira disse...

hahahaha!!!
Esse desastre me lembra algo...
No encontro de etologia comprei um livro do Gilson Volpato e ele muito gentilmente fez uma dedicatória pra mim. É claro que o livro virou meu xodó... Até que certa madrugada minha gata hiper-desastrada, a Prego, o mandou direto pra dentro do aquário.
Assim como o seu, ele nunca mais será o mesmo... Mas pelo menos eu tinha lido até o final! rsrs...