quinta-feira, 6 de março de 2008

O gato e a formulação de planos de vida

Ontem fui no supermercado pela manhã e quando voltei joguei minha camisa "vermelha cheguei" em cima da cama.

O gato Fred imediatamente subiu na cama e se colocou em cima da minha camisa e lá ficou... até mais ou menos meia-noite.

Eu não sei se os gatos aqui da casa aonde estou estão carentes porque os donos estão viajando, ou se eles realmente foram com a minha cara. Bom, eu gosto deles. Os bichos parecem gostar de dormir comigo (não, nada de pansexualismo... é só dormir mesmo) e se jogar nas minhas pernas em busca de um pouco de carinho (comentário antropomórfico... check!...).


Frederico em cima da minha camisa. Livro quase afogado ao lado.


Enfim, acho que vou adotar um filho e ter um gato quando eu for milionário e for entrevistado pelo Jô (que por sinal já tem 70 anos! É bom eu me apresar antes que o gorducho se aposente) enquanto tomo um drink colorido com um guarda-chuvinha dentro daquelas canecas.

Nada como virar um novo rico.

~~~~

Ontem caí na piscina de madrugada.

As pessoas, quando descobrem esse meu hábito, costumam falar: "O que?? De noite??"

Eu não entendo. O que é que tem? A noite as piscinas costumam continuar cheias de água.

~~~~


Aí eu boiei olhando pro céu pretinho da silva, sem uma estrela pra contar história! Estava com meus ouvidos debaixo d'água e não ouvi nada de nada a respeito do que acontecia na superfície.

E assim tive uma revelação!

"Tu deves morar em uma casa com piscina, uma de verdade e não aquelas de montar, no futuro. Essa é a minha vontade!"

Bom, foi Jesus que mandou.

Ou o capeta, estimulando minha preguiça, não sei bem..

Enfim, nada como ser um novo rico, parte 2.

3 comentários:

Wan Araújo disse...

Me acabo de rir com os teus posts, sabia?
É maravilhoso ler e perceber que o tempo não fez com que você perdesse a irreverência!
Beijão e saudades...

Bárbara disse...

Lu... você precisa retomar sua vida acadêmica, meu filho!
Essas férias forçadas não estão fazendo bem ao seu cérebro!
risos
Pobre gatinho!
ps: o livro nem parece que tomou um banho! está tão aprumadinho...

Morena disse...

Hahahahahah!

Essa sua descrição de banho de piscina, boiando na água de noite e olhando pro céu me fez lembrar de uma cena linda do filme "Minha amanda imortal"... Só que o céu dele tinha muitas, muitas estrelas!

Continue escrevendo, please! De quando em vez eu compareço...

Beijos!

Morena.