sábado, 9 de janeiro de 2010

Luiz, você deveria sair com uma femula!

Hoje fui na Liberdade. A Olí sentiu necessidade de comprar aquelas comidas japonesas esquisitosas e eu fui acompanhando.
Nesse exato momento estou sentado bebendo uma variedade de cervejas japonesas (uma das coisas que mais me chamou a atenção lá) e comendo um negócio gostoso o qual eu esqueci o nome.

As latas das cervejas japonesas são bonitonas. Vão pra coleção.

~~

"Luiz, você precisa de uma mulher! Chega dessas garotinhas". Disse a Olí no caminho.

É.

E viva as balzaquianas. Não tenho mais paciência para as ninfetas (obs.: comentário de quem não tem nenhuma balzaquiana e nem ninfeta no momento).

~~

O Pepper está aqui do meu lado dormindo no chão de taco do meu quarto. Escuta jazz e, provavelmente, sonha que está comendo as flores que eu plantei no quintal enquanto faz xixi nas próprias. Coisa que ele certamente vai fazer amanhã, depois que acordar, não no chão, mas na minha cama.

Coisa que ele certamente vai fazer também.

Eu continuo jogando a bolinha pra ele. Ele continua dormindo na minha cama.

~~

Ver filmes do Fellini semi-bêbado e solitário em uma noite de sábado é uma experiência bastante interessante. Recomendo como uma das coisas a se fazer antes de morrer.

Vários insights.

~~

"Luiz, você precisa arranjar uma fêmula (fêmea)". Me diz a Fê, agora, infelizmente, uma distante amiga.

Eu preciso, Fê. Mas tomara que seja uma balzaquiana.

obs.: mais uma vez, um comentário de quem não tem nenhuma ninfeta ou balzaquiana pra estrear o lindo edredon novo que ganhei.

~~

E pra finalizar apropriadamente:

http://www.youtube.com/watch?v=MMpXdCkvKZA

4 comentários:

Narizinho disse...

Luizinho,é fato, você precisa arranjar uma mulher. Mas, se preocupe mais com seu cachorro. #FIKDIK

Aliás, você está de cachorro? quero verde!

Fernanda Corbeira disse...

rsrsrs...
Eu pressenti que você escreveria algo usando trechos da nossa conversa de ontem!
[Por que srá que vira e mexe eu "prevejo" coisas a seu respeito?]

Vê se não derruba cerveja no edredon bonitão cheirando a novo, hein!

E boa sorte com as fêmulas da vida...
:D

Grazi Valença disse...

Fêmula?
Acho que conheço bem essa palavra. é de minha própria criação de distorção de palavras. Mas eu costumo me referia a tilápias. Fêmulas de tilápia (do Nilo)...rs
Quer uma tilápia?

Luizinho disse...

Nariz, o cachorro não é meu, é da minha companheira de aluguel. Mas eu o amo mesmo assim. Não estou certo se entendi a sua frase final. O cachorro e branco e o edredon é verde "musgo". Serve?

Fer, eu sou muito previsível mesmo. Pode deixar que eu derrubo vinho na cozinha e na geladeira, cerveja na sala e na escrivaninha, o edredon eu pretendo sujar de outra maneira, mas não agora.

Grazi, quero uma tilápia sim. Pode ser na brasa? Adoraria comer uma tilápia femula.
No sentido alimentício da questão. Claro.